Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

24 de nov de 2015

CEBDS e ONSV lançam ferramenta de autoavaliação empresarial em segurança viária

O uso é gratuito e empresas poderão avaliar o seu desempenho, reduzir prejuízos com acidentes, além de ampliar a proteção dos recursos humanos
Empresas de todo o Brasil já contam com uma ferramenta gratuita para avaliar a exposição aos riscos e incentivar melhorias no padrão de segurança viária, internamente.
Ferramenta de Autoavaliação Empresarial em Segurança Viária é resultado de uma parceria entre o CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) e do ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária), que nos últimos meses construíram o instrumento eletrônico  e lançaram, também, um Manual de Boas Práticas para apresentar modelos bem- sucedidos de gestão da segurança viária que podem ser replicados pelas empresas de todo o Brasil.
Com a ferramenta, que já pode ser acessada no site das duas entidades, de forma gratuita, as empresas poderão avaliar a exposição aos riscos no transporte de suas equipes e cargas e buscar soluções para reduzir os acidentes nos deslocamentos; e, por consequência, todos os custos resultantes dessa situação.
Tanto a ferramenta quanto o Manual foram lançados em 18 de novembro,  na 2ª Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança Viária, em Brasília.
De acordo com as duas entidades, 10% das mortes no trânsito no Brasil acontecem em deslocamentos a serviço; e o país, segundo ranking mundial da OMS (Organização Mundial de saúde), ocupa o quarto lugar em acidentes de trânsito, totalizando mais de 42 mil mortes em 2013, de acordo com o  Ministério da Saúde.
A ferramenta permite que as empresas possam avaliar as situações pré, durante e pós-acidente, analisando o comportamento humano (os condutores), o veículo e o ambiente (as condições viárias); e, assim, buscar alternativas para redução dos prejuízos de toda ordem.
Vale destacar que as empresas terão inúmeros benefícios com a ferramenta, uma vez que poderão encontrar soluções para a redução de mortes e lesões de colaboradores, aumento de produtividade, redução de afastamentos dos acidentados, redução de acidentes ambientais no caso de cargas perigosas; diminuição das perdas de cargas; enfim, de uma série de prejuízos que a segurança viária pode impedir.
Além da ferramenta, as entidades construíram juntos um Manual de Boas Práticas que poderá servir de referência para que as empresas também busquem modelos que podem ser aplicados na sua realidade. São apresentados modelos nacionais e internacionais.
Para acessar a ferramenta, basta clicar neste link: Ferramenta de Autoavaliação Empresarial em Segurança Viária
E para conhecer o Manual de Boas Práticas, acesse esse endereço:

Nenhum comentário:

Postar um comentário