Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

28 de jun de 2015

Cuidados básicos no trânsito

Direção segura evita acidentes e mortes nas ruas e nas estradas.

Por Bianca Camargo e Felipe Tellis

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o trânsito é responsável pela maior parte das mortes violentas no mundo, ganhando de guerras e homicídios. No Brasil, o último levantamento diz que em 2014 foram mais de 50 mil mortes, além das vítimas não fatais. Diversos acidentes poderiam ser evitados se algumas medidas de segurança não fossem negligenciadas pelos motoristas, como mostra Irene Rios, especialista em educação no trânsito.
Foto: Shutterstock Images
Foto: Shutterstock Images
Cuidado ao volante
Muitas imprudências ocorrem por desconhecimento das regras de trânsito, outras por falta de atenção nas sinalizações e desconhecimento da utilidade dos equipamentos de segurança. Porém, o maior motivo é o desrespeito consciente às leis de trânsito.
Irene aponta que os erros mais comuns praticados pelos condutores são: excesso de velocidade, não exigir que os ocupantes do veículo usem o cinto de segurançafalar ao celular enquanto dirige, realizar ultrapassagens arriscadas, dirigir após ingerir bebida alcoólica e achar que a violência viária só acontece com os outros.
“Todos são extremamente perigosos, porém, o excesso de velocidade tira praticamente todas as possibilidades de defesa e de segurança do motorista e dos demais ocupantes do veículo, por isso é o mais grave”, comenta a especialista.
Erros comuns
O celular, mesmo no viva-voz, é muito perigoso. “A pessoa do outro lado da linha não sabe como está o trânsito e fica cobrando uma resposta do motorista, tirando sua atenção”, ressalta.
O som do carro pode atrapalhar a concentração, mas varia de pessoa para pessoa, como explica a especialista: “eu não me concentro ouvindo música. Os jovens, no entanto, não têm dificuldades em realizar tarefas com o som ligado. Mas quando o volume está muito alto, o motorista não consegue ouvir os ruídos externos, como a buzina de alerta de outro veículo”, explica.
Manusear o rádio com o carro em movimento também desvia a atenção, assim como conversar com um passageiro do veículo. Evite conversas tensas enquanto dirige e, se o trânsito ficar complicado, peça silêncio. Programe seus horários para nunca sair atrasada. “Pressa é inimiga da perfeição no trânsito também. Porém, as consequências disso são graves e, muitas vezes, irreversíveis”, alerta.
Dirigir de salto alto atrapalha o controle dos pedais. Deixe um tênis ou uma sapatilha no carro e troque quando estiver no trânsito. Procure manter a distância de dois segundos do carro da frente. Isso reduz o risco de colisão traseira, caso ele precise frear de repente. Nunca dirija com sono ou após consumir bebida alcoólica.
Crianças, só no banco de trás
– Nos carros com cinto de três pontos, as crianças de até 1 ano devem viajar no bebê conforto. 
– Entre 1 e 4 anos, é preciso transportar as crianças na cadeirinha, que deve ser presa com o cinto. 
– Dos 4 anos até 7 e meio, o transporte deve ser feito no assento de elevação. 
– Em veículos mais antigos, que não têm três pontos, as crianças devem andar apenas com o cinto abdominal.



2 comentários:

  1. Muito bom post! Recentemente, eu vi na TV uma reportagem demonstrando que o celular aumenta mais o risco de acidentes que o álcool! E o uso de mensagens de texto é ainda mais perigoso que usar a voz. Está na hora de nós começarmos a combater essa "praga" moderna que é usar celular ao volante. Muito boa a iniciativa do blog de divulgar esses cuidados básicos. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria, e que sirva para reduzir as imprudências e negligências causadas por alguns condutores. (zerar é impossível) Porque o ser humano tem tendência a ser fiscalizado. Parabéns.

    ResponderExcluir