Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

20 de dez de 2014

Um em cada 4 brasileiros dirige após ingerir bebida alcoólica

Hábito foi mais prevalente entre os condutores de 25 a 39 anos de idade

Região Centro-Oeste ficou acima da média nacional com quase 30% de pessoas que conduziram após beber álcoolThinkstock
Um em cada quatro brasileiros, acima dos 18 anos de idade, dirigiu logo após ingerir bebida alcoólica, ou seja, 24,3%. Os dados são da PNS (Pesquisa Nacional de Saúde) divulgada pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatísticas), nesta quarta-feira (10). O levantamento foi realizado em cerca de 80 mil domicílios em 1.600 municípios de todo o País, no segundo semestre de 2013, e foi feito por meio de um questionário.
De acordo com a pesquisa, entre os homens, 27,4% conduziram veículo após beber. Já entre as mulheres, o índice é bem menor, com 11,9%. No que se refere à faixa de idade, o hábito foi mais prevalente entre os condutores de 25 a 39 anos de idade (29,2%). Já a menor proporção foi observada entre os idosos de 60 anos ou mais de idade, 16,1%.
A região Centro-Oeste é o local onde mais brasileiros dirigiram após a ingestão do álcool, 29,6%; seguida da região Nordeste com 29,4%. Já o Sudeste ficou abaixo da média nacional, com 20,8%.
Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, a violência no trânsito é uma das principais causas de mortes. Em 2012, 44.812 mil pessoas perderam a vida no trânsito. Essa violência reflete diretamente no SUS (Sistema Único de Saúde). Em 2013, foram registradas 169.869 mil internações no SUS relacionadas a acidentes de trânsito, o que representou um custo de mais de R$ 229 milhões aos cofres públicos.
Além de provocar mortes, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o consumo abusivo de bebidas alcoólicas é considerado um fator de risco das principais doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, câncer, diabetes, entre outras, bem como dos acidentes e violências.
Frequência do uso do álcool
Segundo o levantamento da PNS, o percentual da população com 18 anos ou mais de idade que costumava consumir bebida alcoólica uma vez ou mais por semana, no Brasil, foi de 24,0%.
Entre os homens, a proporção foi de 36,3% enquanto, entre as mulheres foi de 13,0%. Entre adultos com maior nível de escolaridade, especialmente os com nível superior completo, este percentual foi de 30,5%, enquanto dentre os adultos sem instrução e com o fundamental incompleto foi de 19,0%.
Ainda de acordo com a pesquisa, a idade média de iniciação ao consumo de bebida alcoólica foi aos 18,7 anos. No Nordeste, a média foi de 18,3 e no Sudeste, 19 anos. Não houve variações significativas entre as regiões do País. Já na análise por sexo, a iniciação a este hábito foi mais precoce entre os homens, com idade média de 17,9 anos, enquanto as mulheres têm sua iniciação em média aos 20,6 anos.
PNS
A elaboração da PNS foi fundamentada em três eixos principais: o desempenho do sistema nacional de saúde; as condições de saúde da população brasileira; a vigilância das doenças crônicas não transmissíveis e fatores de risco associados.
Fonte:

2 comentários:

  1. abner de oliveira vasconcelos25 de dezembro de 2014 10:11

    No trânsito como no cotidiano da vida, não é a falta de leis e sim a impunidade,existe países europeus que há tolerância, porém se o condutor ultrapassa-la é severamente punido.

    ResponderExcluir
  2. Estou de pleno acordo com o comentário acima. O maior problema do Brasil é a impunidade. É preciso que as leis sejam aplicadas, com todas as punições necessárias.

    ResponderExcluir