Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

25 de out de 2012

Projeto catarinense de educação no trânsito será difundido no país


Projeto catarinense de educação no trânsito será difundido no país Alvarélio Kurossu/Agencia RBS
Maquete foi um dos trabalhos realizados para gincana do trânsitoFoto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS
Gabrielle Bittelbrun e Roberta Kremer

O projeto de percepção de risco no trânsito das escolas públicas, realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em parceria com a Universidade Federal de SC (UFSC), deu lições de conscientização no trânsito a mais de três mil alunos, desde 2007. 

No ano que vem, o plano, que tem foco nas instituições de ensino próximas a rodovias federais, deve ser difundido em todo o país. Para a expansão da proposta, a UFSC realiza um mapeamento dos colégios que serão contemplados em território nacional, o que deve ser concluído em dezembro. 

Os alunos da escola municipal Professor Guilherme Wiethorn Filho, de Palhoça, sabem de cor como se deve atravessar a rua e os perigos de se beber antes de dirigir. O colégio que ficava próximo a BR-282 e a BR-101 tinha histórico de atropelamento de alunos, quando aderiu ao programa, há cinco anos. Na época, foram realizados cartazes, murais, encenações e a escola adquiriu placas e equipamentos de sinalização, para se ensinar as crianças. 

Nos anos seguintes, os educadores atuaram na manutenção da conscientização das crianças. A professora Aparecida Maria Marcelina conta que tudo é motivo para se debater o trânsito nas aulas, seja uma reportagem ou algum acidente de que os alunos ouviram falar. 

- Não ficamos só na teoria, eles aplicam na prática as informações e levam para casa - reforça a professora. 

O tema é levado tão a sério que, este ano, a escola foi a vencedora de uma gincana no trânsito da prefeitura, entre oito participantes. Os diretores Julio Cezar Macedo e Aldaleia Pelegrini acreditam que as iniciativas sejam uma melhora de posturas no presente e um investimento para o trânsito do futuro. 

A expansão da iniciativa ficou garantida em junho, por meio da assinatura de um novo convênio entre UFSC e DNIT. A ideia é buscar parceiros para fornecer o material didático para as escolas do país, mapeadas até o final do ano. A previsão é que a implantação nas escolas de outros Estados comece no início de 2013. 

Mais informações sobre o projeto no portal do Laboratório de Transportes e Logistíca, da UFSC

Especialistas defendem conscientização de crianças sobre trânsito

A importância de abordar a temática em sala de aula é considerada por especialistas e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) uma das formas mais eficazes de disseminar uma cultura de prevenção. Só no primeiro semestre deste ano ocorreram 287 acidentes envolvendo crianças nas rodovias federais. Pelo menos 51 pessoas de zero a 14 anos ficaram feridas de forma grave e nove morreram nas estradas federais. O chefe da Comunicação da PRF, Luiz Graziano, observa que o público infantil é um dos mais suscetíveis a serem atropelados por ser desatento. Por isso, ao atravessar uma rodovia, os pais devem sempre levar as crianças pelas mãos. Outros cuidados também são fundamentais para garantir a integridade dos pequenos, como transportá-los com os equipamentos de segurança, entre eles a cadeirinha.  

Conforme o diretor geral do Núcleo de Estudos sobre Acidentes de Tráfego (NAT Saúde), Wilson Pacheco, a educação de trânsito desde cedo ajuda para que as crianças, ao crescerem, se tornem bons motoristas. Isso porque as crianças incorporam aquele aprendizado e levam para a vida toda. 

- Fica difícil querer fazer um jovem de 18 anos, acostumado com muitos erros no trânsito, a aprender na autoescola a se comportar no tráfego. Quando mais precoce a educação, mais eficaz ela é - defende Pacheco.

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário