Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

25 de ago de 2012

Escolinha de Trânsito


Educação para o trânsito de maneira lúdica e concreta
Irene Rios

Um dos principais objetivos da educação viária é a aquisição de conhecimentos sobre condutas seguras e éticas para o trânsito. Para isso é necessário que haja aprendizagem, ato de adquirir e construir conhecimentos, um processo que envolve toda a atividade do ser humano: biológica, psicológica, social e cultural, em seus múltiplos aspectos.

Segundo Campos (2008, p. 34-36), a aprendizagem ocorre através da atividade do aprendiz, tanto física quanto mental e emocional. Na escola, por exemplo, ela depende muito mais da reação dos alunos aos fatores apresentados que do conteúdo dos livros e da metodologia dos professores. É um processo dinâmico e cumulativo, ou seja, uma ação que se estabelece entre um conhecimento já apreendido e um novo conhecimento a adquirir. É um processo contínuo, aprendemos durante toda a existência. É também um processo pessoal, um não pode aprender pelo outro, e global quando envolve uma mudança de comportamento, exigindo a participação total e global do indivíduo a fim de que seja estabelecido o equilíbrio vital.

A aprendizagem acontece a partir de uma motivação que desperte o interesse para um determinado tema, deve estar de acordo com a idade do público-alvo. Nesse sentido, para obtermos sucesso nas ações educativas para o trânsito é necessário estarmos atentos aos tipos de conteúdos e abordagens que iremos direcionar a uma determinada faixa etária.

Como motivar as crianças para que elas se interessem e aprendam sobre atitudes corretas no trânsito?

Para obtermos sucesso nas ações de educação para o trânsito a serem desenvolvidas junto às crianças é preciso valorizar suas características naturais e descobrir do que elas gostam.
Na convivência com crianças, percebemos que gostam muito de brincar. Explorar essa característica natural da infância, usando recursos que envolvem o lúdico, é uma ótima estratégia para a construção do conhecimento sobre atitudes corretas no trânsito.

Se nós, adultos, preferimos atividade lúdicas, o que dizer das crianças?

O lúdico tem sua origem na palavra latina ludus e quer dizer "jogo". Se continuasse restrito à sua origem, o termo lúdico estaria se referindo apenas ao jogar, ao brincar, ao movimento espontâneo. Hoje, lúdico é muito mais, é uma ferramenta para a aprendizagem e está associada ao sentimento de prazer, do prazer em se fazer, realizar algo, do gostar de fazer, da alegria, do contentamento. Um prazer que está relacionado ao interesse do aluno.

Esta ferramenta pode e deve ser usada na educação para o trânsito, principalmente para crianças. Podemos educar para o trânsito, combinando prazer com aprendizagem, por meio do desenvolvimento de atividades que envolva o lúdico.

Estive visitando a Escolinha de Trânsito da empresa Kopp e achei muito interessante a estratégia idealizada pela empresa para promover a educação para o trânsito.

Consiste na estruturação de uma pista, de forma proporcional ao público infantil, caracterizada com situações pertinentes ao convívio no trânsito, enfrentadas por pedestres, ciclistas e passageiros. Composta de: mini–semáforo, mini–lombada, placas de sinalização, faixa de pedestres, cones e fita zebrada.




Uma estrutura que tem o objetivo de fazer com que as crianças assimilem as principais regras e condutas, necessárias para um convívio seguro e cidadão no trânsito, de maneira divertida. Pode ser implantada em algum espaço fixo ou utilizada de forma itinerante.


É uma metodologia que faz diferença na educação viária, pois permiti aos educadores orientar os alunos com maior clareza, a partir de situações concretas vivenciadas no trânsito. Vale a pena conferir!

Referências

CAMPOS, Dinah Martins de Souza. Psicologia da Aprendizagem. 37ª ed. Petrópolis. Vozes. 2008.

Escolinha de Trânsito. Disponível em: http://www.kopp.com.br/educacaonotransito – acesso em 25/08/2012.

RIOS, Irene. Guia Didático de Educação para o Trânsito. Ilha Mágica Editora. São José. 2012.

IRENE RIOS, Mestranda em Educação; Especialista em Ambiente, Gestão e Segurança de Trânsito e em Metodologia de Ensino; Professora universitária de Educação para o Trânsito, Campanhas Educativas de Trânsito e Educação de Trânsito para Crianças e Adolescentes; Autora de artigos e livros na área de Educação para o Trânsito.

Um comentário:

  1. Este tema deveria ser mais divulgado, pois o futuro do transito tambem esta com as crianças; independente do mau exemplo dos adultos.
    estou montando um projeto de Cidade \Mirim para Cuiaba-MT
    cordialmente
    Tiao caldas

    ResponderExcluir