Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

10 de set de 2011

Educação no Trânsito

Detran apóia ação na Escola Carlo Casadio
Bruno Perez/Detran
Os jovens do Projeto Cidadão do Futuro, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), realizaram nesta sexta-feira, 2, uma blitz educativa na avenida Centenário, em frente à Escola Estadual Carlo Casadio, que iniciou hoje, o Projeto “Educação para o Trânsito: a cidadania pede passagem”, que tem o intuito de conscientizar os alunos.

Além da blitz, que contou com a entrega de material educativo, os integrantes do Projeto fizeram uma apresentação teatral, que abordou situações do cotidiano de pedestres, motoristas, motociclistas e ciclistas. De uma forma bem humorada, eles abordam situações simples e medidas corretas a serem seguidas.

De acordo com a coordenadora pedagógica da escola, Josiane Viana, o foco principal são os alunos de 1ª a 8ª séries, ou seja, entre oito e 16 anos de idade. Ela afirma que nesta idade, a pessoas acaba aprendendo mais fácil e colocando em prática estes ensinamentos. “Nossos professores serão os multiplicadores do conhecimento. Eles foram capacitados e agora poderão repassar boas maneiras para se ter um trânsito melhor”, garantiu Josiane.

O diretor da escola, Zilmarinho Brasil, disse que o projeto terá a parceria do Detran e o apoio da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Desportos (Secd). Brasil explica que neste primeiro momento, quase 500 alunos serão atendidos no período matutino, e que a meta é expandir cada vez mais. “Começamos hoje esta caminhada e esperamos obter resultados grandiosos. As crianças e os jovens são espertos e aprendem rapidamente os ensinamentos”, afirmou.

A orientadora teatral do Detran, Guilhermina Rocha, afirmou que sempre que é solicitado, o grupo se apresenta em escolas ou eventos. Ela acrescentou que os adultos se impressionam com a integração dos participantes. “Estes meninos e meninas adoram o que fazem. Eles têm orgulho das ações desempenhadas em prol do trânsito”, comemorou.

O aluno Rodrigo Cavalcante, 15, está no projeto desde o início do ano e disse que fica triste só de pensar em deixar a turma. “Ajudamos a melhorar no trânsito e nos divertimos muito. Sei que virão outros jovens e farão um bom trabalho educativo, seja em blitz, teatro ou coral”, finalizou.

Boa Vista, 02 de setembro de 2011
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário