Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

5 de jan de 2011

Por que educar para o trânsito?

Reflexões de Irene Rios

video

3 comentários:

  1. Irene, muito bom o material e as informações contidas no vídeo. Permita-me apenas uma colocação: quase no final do vídeo você faz uma relação de ações dos condutores que podem levar ao acidente e classifica esses comportamentos como "deficiências que a educação pode curar". Na minha opinião o termo "deficiência" deveria ser substituído para que se possa evitar carregar no termo o preconceito já tão expresso na sociedade. E ao mencionar que se pode "curar essa deficiência " induz as pessoas a acreditarem que todas as deficiências precisam serem curadas, caso contrário, não serão aceitas. Inclusão é respeitar e valorizar as diferenças. Lembra quando estudamos?
    Parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Ari, agradeço seu comentário. O termo "deficiência" está colocado como sinônimo de "falta". Pretendo provocar um "novo olhar" sobre o comportamento das pessoas responsáveis pela violência no trânsito. Penso que esta colocação não deve causar preconceito contra os imprudentes, porém, se isso acontecer, talvez sirva de estímulo para a mudança de comportamento.
    Espero também que não aumente o preconceito já existente contra as pessoas que possuem dificiência. Vou substituir o termo nos próximos trabalhos. Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Irene, gostei do material postado, pois apresenta informações importantes aos condutores de trânsito, porém permita-me fazer uma inferência ao citar deficiência, pois esse termo é bastante expressivo para romper as barreiras.

    ResponderExcluir