Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

26 de out de 2009

Encontro do Programa de Educação do Trânsito discutiu a prevenção de acidentes

A prevenção de acidentes no trânsito e na escola foi tema do penúltimo encontro de multiplicadores do programa "Plantando Consciência, Colhendo Vidas", da Secretaria Municipal de Educação. A reunião, que aconteceu nesta quinta-feira, 22, na Emef Dalila Ferreira Barbosa, pôs em pauta a organização da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) nas unidades escolares. O técnico em segurança do trabalho Sidnei Leme Ferreira falou aos 40 profissionais da formação de multiplicadores. Segundo ele, 80% dos acidentes acontecem na faixa etária até 20 anos de idade. Daí a importância de tomar medidas preventivas nas escolas. "Tudo o que a criança tiver possibilidade de fazer, ela vai fazer. Nós precisamos atentar para isso e tirar do alcance dela tudo que possa resultar em acidente". De acordo com o especialista, uma simples orientação pode evitar grandes prejuízos. "Todo nós sabemos - seja por intuição, experiência ou bom senso - como evitar que acidentes aconteçam. É preciso prever os riscos e agir, garantindo sempre que possível um ambiente seguro. Além disso, os próprios educadores devem atuar na percepção dos alunos, fazendo com que eles percebam o risco e estimulando comportamento e atitudes seguros". Os multiplicadores receberam material de orientação. Nele há uma relação que informa os acidentes mais comuns por faixa etária e medidas preventivas, assim como os aspectos gerais de segurança na escola e no trânsito. O informativo também alerta para o perigo e proibição do uso de cerol ou qualquer produto semelhante que possa ser aplicado em linhas de pipas. CIPA No próximo encontro do programa, os multiplicadores terão a tarefa de montar a equipe de CIPA das suas unidades escolares, formada por representantes dos alunos, professores, familiares e profissionais da saúde. A comissão deve avaliar regularmente todos os espaços frequentados pelos alunos, detectando situações de risco e/ou danos em qualquer equipamento, além de providenciar todos os reparos necessários para garantir a segurança das crianças e adolescentes. Uma das pessoas que aprovou a iniciativa, a diretora Lucimara Alves Ferreira, da Emef Padre Geraldo Montibeller, já promoveu mudanças na escola a partir das dicas dos encontros: "Para nós já está surtindo efeito. Antes tínhamos problema de trânsito interno no intervalo e entrada. Reorganizamos tudo, inclusive as filas, e pintamos nossa sinalização com faixas e setas. Evita colisões e é um incentivo para eles interpretarem os sinais. Trânsito não é só na rua e aprender isso tem sido muito interessante". Prêmio Todas as escolas e unidades de ensino de Arujá podem se inscrever, de 15 a 19 de novembro, para o I Prêmio de Educação para o Trânsito, cujo objetivo é incentivar a criatividade e participação no desenvolvimento de projetos e ações educativas de trânsito. Cada unidade deverá selecionar os melhores trabalhos que se enquadram no tema e objeto proposto para cada categoria, conforme o regulamento da premiação. A comissão julgadora será formada por convidados da Secretaria de Educação e Departamento de Trânsito. As escolas ganhadoras de 1º, 2º e 3º lugar receberão certificados. E as que obtiverem a maior pontuação serão premiadas com aparelhos eletrônicos, kits artísticos, câmeras digitais e outros. A cerimônia de premiação acontece no dia 03 de dezembro. Fonte: http://www.jornaldacidadearuja.com.br/noticias.php?id_noticia=6875&idioma=16

Nenhum comentário:

Postar um comentário