Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

11 de set de 2009

Campanha quer mudança de atitude

A intenção é melhorar comportamento de motoristas e pedestres e a relação com as faixas de segurança. 11/09/2009 Marcelo Frazão A agência SpB Comunicação apresentou ontem aos veículos de imprensa de Londrina as peças publicitárias da campanha “Pé Na Faixa – Atitude é o primeiro passo”, que pretende mudar o comportamento de motoristas e pedestres e a relação da cidade com as faixas de trânsito. A campanha será lançada oficialmente em 18 de setembro e terá caráter permanente, não se limitando mais apenas à Semana Nacional do Trânsito. O alvo é o pedestre “por ser a parte mais frágil do sistema de trânsito”, afirma o diretor Sérgio Dalbem, responsável pelo setor na Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). Embora o órgão gestor do trânsito seja um dos pilares do novo projeto de educação de trânsito de Londrina, a iniciativa partiu do Ministério Público, que convidou a Associação dos Profissionais de Propaganda (APP). Na seqüência, juntaram-se o Instituto Ecometrópole , o Fórum de Desenvolvimento de Londrina e a Arquidiocese. “É uma campanha da cidade, não é da Prefeitura. Se a meta é um trânsito menos violento, todos têm que participar”, afirmou o promotor Paulo Tavares. Até 28 de agosto, a cidade bateu a marca de 3712 acidentes, com 1815 feridos e 38 mortos – 10 deles pedestres. Apenas nos últimos quatro dias, duas idosas morreram atropeladas em diferentes pontos da cidade. “Somente a fiscalização não tem sido suficiente. Vamos mudar culturalmente a cabeça de quem está atrás do volante e de quem anda a pé. O primeiro degrau dessa mudança é a faixa de pedestres”, reforçou o promotor. “Temos que inovar e colocar Londrina no destaque que merece: se somos uma das melhores cidades do País, no trânsito não dá para ser diferente”. Multas para motoristas e pedestres também serão aplicadas no segundo momento da campanha, “após o convencimento e a adesão espontânea a essa nova forma de agir”, reforça a assessora da CMTU, Juliana Barbosa. As peças publicitárias estarão disponíveis para jornais, rádios e tevês. Segundo a SpB, têm o desafio de convencer motoristas a pararem em faixas de pedestres onde não há semáforos. “Para isso, apostamos nas mensagens que reforçam o contato visual entre quem está no veículo e quem está na rua”, diz Spartaco Puccia, proprietário da agência que gratuitamente elabora os materiais para a divulgação do Pé Na Faixa. “A troca de olhares entre as duas partes significa confiança mútua e segurança para atravessar”. Logo na seqüência do lançamento inicial, o Pé Na Faixa vai explicar como motoristas podem sinalizar com a mão e o pisca-alerta para que o pedestre sinta-se à vontade para tranquilamente passar sobre a faixa. “O grande momento é fazer com que as pessoas respeitem a faixa e o pedestre onde não há semáforos. É o termômetro perfeito para a educação no trânsito”, aposta o promotor Paulo Tavares. Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário