Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

6 de ago de 2009

“Por isso eu corro demais”

No dia-a-dia, escutamos dos motoristas muitas justificativas para a alta velocidade.

“Corro pelo prazer que proporciona. É uma fuga da realidade. Quando estou dirigindo no limite do meu carro, só penso nisso. Esqueço todo o resto. É uma adrenalina sentir o ronco do motor, sempre pedindo mais”.
Esse precisa namorar mais e saltar de pára-quedas.
 
“Corro para mostrar aos outros que posso. Que tenho braço para dominar a máquina”. Deveria trabalhar no circo.
 
“Estou sempre atrasado. Durmo demais e saio de casa sempre em cima da hora. Por isso vivo correndo”.  
E o que as pessoas que estão no trânsito têm com isso?
 
“Dirijo pelas marginais todos os dias. Pego o trânsito parado. Então, quando vejo uma faixa livre na minha frente, não consigo andar devagar”. 
Torço para que ele encontre muitas marginais em seu caminho.
 
“Corro porque sou impaciente e estressado. Irrito-me com os motoristas que andam devagar e não quero que se irritem comigo”.  
Necessita urgentemente de um psicólogo.
 
“Não é uma atitude consciente. Sou distraído e esqueço de olhar as placas que indicam a velocidade permitida”.  
Será que ele também não vê as meninas no acostamento? 

“A velocidade sempre fez parte da minha vida. Desde criança andava com meu pai que corria bastante. Está no sangue”.  
Sua família deve ter problemas.
 
“Quando ando devagar fico com sonolência. Andando em velocidade, fico mais atento”. Experimente dormir mais.
 
“Porque o tempo é curto. A gente não pode ficar andando devagar. O tempo corre e eu também”.  
Por que não usa melhor o seu tempo? 

“Aprendi a dirigir usando um fusca. Quando peguei um carro potente e seguro, o pé ficou pesado no acelerador. Ele me proporciona confiança. Não tem jeito, corro mesmo”. 
Devia andar sempre de fusca.
 
“Para economizar combustível”.  
E gastar no hospital? 

“Sou moto boy. Quanto mais corro mais ganho”. 
Se ficar inválido vai ganhar quanto?
 
“Quando bebo, fico cheio de coragem. Então piso no fundo e dirijo em alta velocidade”.
Sem comentários. 
 
Amigos leitores, o excesso de velocidade é um dos maiores causadores de acidentes e mortes no trânsito. Por isso todas essas justificativas não me convencem. Considero a preservação da vida e da saúde acima de tudo isso.
 
Irene Rios da Silva

Um comentário: