Cadastre seu e-mail para receber as atualizações deste blog.

incluir retirar

23 de jul de 2009

Do teste de baliza para os cadernos

23 de julho de 2009 N° 8506
Instrutores de autoescolas de todo o Brasil passarão por provas
Uma medida inédita tira os 7 mil instrutores de trânsito catarinenses do banco do carona e obriga os profissionais a frequentarem a sala de aula. A decisão, que prevê avaliações a cada três anos, atinge também os 300 examinadores que atuam no Estado. A intenção do Conselho Nacional do Trânsito, que acatou proposta da Associação Nacional dos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran) e do Distrito Federal, é melhorar a qualidade de ensino nos centros de formação de condutores. A resolução vale para todo o Brasil. – Você só vai ter o aluno bem formado se tiver um bom professor. Vamos investir em quem ensina – diz o diretor do Contran, Alfredo Peres. Segundo a coordenadora de Educação do Detran de Santa Catarina, Rosângela Bittencourt, a decisão é importante, mas esbarra em complicações técnicas: – Não temos condições de operacionalizar a prova eletrônica. Segundo as determinações do Denatran, a aplicação das provas ficará a cargo dos estados e do Distrito Federal. Quem não fizer o exame ficará proibido de trabalhar. Os profissionais terão de alcançar, pelo menos, 70 dos cem pontos da prova. Quem não tirar a nota mínima, vai fazer um cursinho de requalificação. A data de realização da primeira prova ainda não foi definida. – Tenho medo das vendas de certificados. Acho que devemos estipular uma portaria interna em SC para exigir exames para quem se saiu mal na primeira prova – sugeriu Rosângela. Entre 2000 e 2005, o Detran de SC realizou seminários e provas para avaliar instrutores e examinadores. Por falta de amparo legal, os reprovados não foram descredenciados. – Cerca de um terço dos participantes foi reprovado. Infelizmente, nossa iniciativa caiu no descrédito – lamenta Rosângela. Detran já avaliou profissionais de SC O diretor do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Santa Catarina, Murilo dos Santos, lembra que o Denatran oferece curso de capacitação anual, sendo que o último ocorreu em Joinville, em abril. Há outro previsto para o final do mês, numa parceria do sindicato com o Instituto de Certificação de Estudos de Trânsito e Transportes (Icetran), com turma em Blumenau. – Santa Catarina é modelo em educação para o trânsito, com cursos de tecnólogo e pós-graduação na área – complementou o especialista em Segurança no Trânsito Emerson Andrade. Colaborou Daiane Costa nanda.gobbi@diario.com.br NANDA GOBBI Fonte: http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2590222.xml&template=3898.dwt&edition=12768§ion=213 (acessado em 23/07/09)

Nenhum comentário:

Postar um comentário